sábado, 4 de junho de 2011

Mãe, mas com experiência!

Já contei que fui babá? Pois é, acredite se quiser, mas euzinha aqui vivi um ano no exterior, como babá, ou o nome mais chique, Au Pair. (Au Pair de 3 lindos pimpolhos...) Pirem, fui "mãe" em tempo integral de 2 meninos: Trevor, 9 e Connor, 7 e uma menininha fofa Maleah, 3 anos.
Ou seja, tenho muito mais experiência que MUITA mãe de primeira viagem, mesmo que muitas teimem em acreditar o contrário. Aprendi muito, e sim, sem a menor modéstia, digo que fui melhor mãe que a mãe deles.

Dentro das minhas obrigações diárias, a maior de todas era tomar conta da Maleah. Era a única que não ia à escola ainda, e passava o dia ao meu lado. E quando digo ao meu lado, digo literalmente ao meu lado.

Minha pequena sombrinha.

Maleah foi adotada com 11 meses da China. Aos 3 anos só falava: - Não! Não sabia dizer outra palavra. Aos poucos fui introduzindo mais vocabulário na vidinha dela, pra quê??!!! Minha sombrinha não parava mais de falar o que aprendia. O dia todo. E eu amava cada palavrinha. Cada nova descoberta, cada avanço.
Seu apelido era Mei Mei, significa Irmãzinha em Chinês. Mei Mei era não só minha "little sister" mas minha melhor amiga. Grande parceira de todos os dias. Me seguia pela casa e era quem mais se preocupava comigo. Dentro do seu mundinho eu era a pessoa mais importante, quem ela mais sentia falta. Me chamava de "mommy" muitas vezes e eu, com dor no coração, a corrigia, e pedia para que me chamasse de Gaby. A Gaby dela, My Gaby, como ela costumava dizer na frente de outras crianças.

Mei Mei era muito temperamental. Após descobrir muitas palavras, começou a mostrar bem sua personalidade e tinha seus "momentos". Eu fui ficando doida!! Não sabia como controlar a criaturinha e nem como puni-la.

Foi quando descobri minha salvação: SUPPER NANNY:



Jo Frost salvou minha vida com seu programa Supernanny. Quando comecei a assistir a versão Americana do programa, fiquei fascinada, e comecei a usar as técnicas aprensentadas por ela. Tenho que dizer que ele é bem melhor que a versão Brasileira, recentemente apresentada pelo SBT.
A frase mais marcante dela foi: "- What you say, you mean it." Que quer dizer: O que você diz, vale!
Passei a ser mais rígida e a cumprir horários. Passei a ter domínio sobre a situação e as crianças, perceberam e passaram a me respeitar mais.

Eu indico mesmo o programa. Para nós que estamos aprendendo, e quem já esta em caos dentro de casa, fica meu aviso: nada melhor que segurança na voz e nas atitudes. Não trema, mantenha-se firme e mostre quem manda.

 Sobre a experiência. Se eu gostei? EU AMEI. De amor mesmo. Maleah era tão doce, e tão explosiva na sua personalidade em formação. Me amou tanto que eu a amei da mesma forma. Ela é pra mim a filha que não nasceu do meu ventre. No meu coração sou mãe dela. E espero sinceramente que ela ainda se lembre desse amor.

3 comentários:

Meisy disse...

Que máximo Gaby! E vc ainda tem contato com eles? Quantos anos ela tem hoje?

Gaby disse...

Ah, Mey...
Nunca tive grana para ir vê-los novamente... Na verdade a mãe dela morria de ciume e não sei se ela se lembra de mim. Prefiro acreditar que sim. Na minha memoria ela é aquela menininha, mas hoje ela tem 8 anos e meio. Ja não é mais meu bebê. Tenho pavor em pensar que ela pode não me reconhecer, ou se lembar de mim... planejo uma viagem para setembro. Mas tenho medo! Imagina se ela não se lembar??

Mommy to Be disse...

Oi, Gaby!!!

Adorei sua visita no meu blog!! E agora estou passando pra conhecer o seu cantinho tb!
Já estou te seguindo, viu?

Adorei sua história sobre ter sido Au Pair, até fiquei viajando e imaginando a Mei Mei, rs =) Criança de olhinhos puxados é tão linda, né? (não que todas as outras não sejam tb, kkkk...).

Li seu blog e agora fiquei pensando "MELDELS!!! Será que eu sou a única criatura na terra que precisa convencer o marido a ser pai???" kkkk...

Bjins