quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Agonia - Intrometida IV

Eu escrevo, basicamente, para desabafar. Então o conteúdo abaixo vai ser pesado. Se você não está num bom momento agora, melhor não ler.

Estou com dor de garganta. E sinto que essa dor vem de mais fundo. Vem de dentro de mim. Sinto que a dor na garganta está ai de tanto eu me segurar. Segurar o choro, os gritos, a fúria.

Terça-feira dia 10, depois dos treinos, tive um pequeno sangramento, acreditei que minha menstruação estaria vindo. Fiquei triste, mas esperei. No dia seguinte nada. Sequinha o dia todo. Passou-se o dia e na  Quinta-feira, de manhã ao acordar, fiz força, pois estava com um incomodo na urina. Ao me limpar o sangue saiu. Foi mais do que da outra vez, ainda escorreu pelas minhas pernas no box. Chorei. Apenas algumas lágrimas, pois hoje eu não tinha tempo para chorar, era meu primeiro dia de treinamento na escola onde possivelmente irei trabalhar. Passei o dia tensa. Me retraindo. Tinha que dar o meu melhor sem transparecer minha angustia, minha decepção, meus problemas. O dia todo não sangrei mais. Mas também não chorei. Como sempre (e como todas nós) a esperança está sempre presente. Marido chegou e eu super sensível, não quis muita conversa.
Até que deitamos na cama, cedo, por volta das 9 da noite. Me recostei em seu peito e desabei. Tudo que eu segurei durante o dia, a semana e esses meses todos, chorei em seu peito, com as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Dessa vez, chorei de soluçar.

No sábado dia 14 o sangue desceu. Fim da expectativa, fim da angústia e começo de um novo ciclo. Durou exatos 24 dias. Foi até um alívio, depois de tudo que havia  chorado, não havia mais lágrimas. Olhei. E segui em frente. Não há muito o que fazer, há?

Assim...

da internet.

É mais um mês que continuamos como tentantes, sem desistir... jamais.

6 comentários:

Meisy disse...

Chore mesmo quando tiver vontade, limpa a alma! Bjs

Bruna A. Rolemberg disse...

Vida de tentante não é fácil mesmo.
Mas tenha fé e sem desistir jamais.

Beijos

Mariliz disse...

Ai, que inferno essa fase.
Compartilho a dor.
Mas que venha muita alegria!

Bjs

Raquel disse...

Prima,
Vc não tem problemas, pelo menos não são problemas que não possam ser resolvidos... vc é saudável, tem o marido que ama, comprou a casa que escolheu, trabalha, tem pai e mãe, tios, primos e primas, viaja, tem carro, amigos, foi bem educada, escreve bem, é engraçada, cozinha bem.. entre muuuitas outras coisas que poderiam fazer qualquer pessoa feliz, mais ainda, pessoass que tem muuuito menos que isso e se consideram, se fazem pessoas felizes, mas e dai neh eu sou eu e meus problemas são os maiores do mundo!?!?! pode até ser mas você tem maturidade pra reconhcer o que realmente é um problema, pra que sofrer essa angustia desnecessária?? De coração acho que se ainda não chegou a hora do seu bebe chegar é porque ainda não olhou em volta, não viu bem o quanto feliz vc pode ser vivendo sua vida como ela é e que o bebe que vc tanto quer vem pra completar tudo isso e não para ser tudo isso. Não trate sua demasiada espectativa como motivo pra choros e lamentações, tratando como um problema, algo que deve ser feito com amor, entre pessoas felizes, alegres e não como maquinas que tem que produzir, tem que alcançar uma meta. Que bom que pôde planejar, se estabilizar mas tem que deixar vir naturalmente, aproveite enquanto não vem e seja vc mesma, seja feliz com o que tem, va pra balada, beba quantas smirnoffs tiver afim, se embreague... de muita risada, se permita comer o que tiver vontade, receba os amigos, reclame da obra da sua casa mas não reclame do filho que ainda não veio, não ponha ja essa responsabilidade nessa criatura que nem nasceu ainda, ela não pode ser o motivo da sua vida se ainda nem existe. Prepare sua alma, prepare sua casa mas deixe que ele resolva vir, porque sabe que as coisas acontecem como tem que ser, não adianta nada mudar tudo a sua volta se continuar vibrando de maneira errada para atrair o que quer. Não é sua alimentação, as vitaminas nem a quantidade de sexo que vai fazer vc engravidar. Não inveje os bebes, as barrigas alheias... faça amor com seu marido por amor a ele, amor a você, goze de prazer e seja feliz!!!
Lov U

Raquel disse...

Pensando tanto em vc que nem consigo dormir... tive que ligar novamente o computador pra completar o pensamento...
Acho incrível sua hablidade em ser tão clara, sincera e engraçada, poderia té escrever um livro, vc é boa na profissão que escolheu, muitos não tem esse dom, eu por exemplo, sou meio frustrada de ja ter 30 anos e sinceramente não sei ainda o que quero ser quando crescer, isso me põe muuuito pra baixo as vezes, mas logo passa... tenho tantas outrass coisas pra me ocupar, preocupar e fazer, que vou vivendo...usa esse teu espaço pra desabafar sim, mas pra mim que te conheço, tipo, ta exagerado, não o que vc escreve mas como descreve o que sente, vc convence, e não gosto de saber que ta te consumindo tanto tudo isso, kd a analise? amigas de verdade pra conversar? não essas sem noção, desculpem, nada pessoal, mas essa meninas que comentam aqui, tipo, é sério que te consolam? ou te fazem rir como vc com certeza as faz? ou sei la, só se aproveita aqui o que vc escreve mas acho que ta falando muito do mesmo assunto errado com o povo errado...vamos tipo trocar idéias, ok, compartilhar experiencias, mas então va se emocionar com quem realmente teve muita dificuldade e conseguiu engravidar, ou até quem não pense em ter filhos, ou, sei la... falar sobre tudo qu queria desabafar mas sen tanto negativismo. Aquele post que diz que nada na sua vida veio fácil.. é sério isso? num pode ser!!! vc sempre teve tudo, se não tudo o que queria pelo menos todo o necessário pra viver bem, ah vc sempre teve, eu sempre tive muito menos, vc sabe, mas não vejo minha vida sofrida assim não, também não tive ninguém pra me ajudar a sair do pais, se tive os melhores brinquedos foi porque seu pai me deu, e se quer saber agradeço muito a educação e a maneira como enxergo minha vida hoje.
Que bom que sempre correu atrás do que queria, conseguiu fazer sua faculdade, viajou, casou, foi conquistando tudo com o seu trabalho mas acredito que é assim que tem que ser, nada dado tem o mesmo valor realmente mas sofrido é quem tem que ralar pra conseguir comprar pão. Minha filha veio mesmo sem programação e te garanto que a sua emoção de quando conseguir engravidar não vai ser maior que a minha ou de qualquer outra mulher que tenha tido um resultado de teste positivo nas mãos! Vc não pode dizer que sua cunhada não de a minima pro fato de ser mãe, e como não querer que a familia esteja empolgada com o novo bebe? (sem nome pelo visto) independente se a garota é folgada ou não, é o sobrinho do seu marido e todos dizem que ser tio é também uma sensação unica, todo direito dele aproveitar e curtir, foi vc que encarou como pessoal quando na verdadde o natural é que se paparique um novo bebe... também passei o natal onde não queria, também não liguei pra nossa família e chorei mesmo assim, como algumas outras vezes tb chorei quando estava no Canada, faz parte da vida de gente grande, não estava infeliz nem foi um sacrifcio pra simplesmente fazer o marido feliz, mas agora fazemos parte de duas famílias, escolha nossa. Passaria a noite toda aqui, nesse desabafo de ler seus desabafos , pensamentos sem fim mas acho mesmo que esta escrevendo muito bem sobre o assunto errado e pras pessoas erradas. Tem que mudar essa sintonia de pensamentos e ficar mais positiva, atrair comentários de felicidade, engraçados, inteligentes, não que o meu seja, mas... e seus alunos? com certeza deve ter históriass interessantissimas sobre eles, ou coisas banais do dia que sejam engraçadas ou emocionantes, muito melhor ficar sem dormir pensando em algo realmente engraçado ou intelegiente que vc escreveu do que ficar acordada até uma hora dessa
(01:30am) pra sei la... desabafar sobre os seus desabafos. Usa esse seu dom de prender a atenção da gente mas diversifica o assunto vai?!

Carla disse...

Isso tudo é tão angustiante mesmo, mas acho que de vez em quando temos que nos permitir desabar e colocar tudo pra fora.

Beijo e vê se agora dá uma animada!